Artigos

TRÊS NÍVEIS DE PRAZER

O que a Natureza quer, ela consegue por meio de uma estratégia que eu chamo de prazer progressivo.

Em sua complexidade, o ser humano não escapa dessa “armadilha” cósmica.

Em um primeiro nível, a Natureza conseguiu que a espécie humana se multiplicasse e se perpetuasse por meio de um prazer básico, que é o prazer sexual: 7,5 bilhões de habitantes no placar populacional é um belo resultado que fomos impelidos a atingir.

Um segundo nível de prazer conduziu a humanidade ao progresso. Apesar da insistência dos pensadores pós-modernos em separar Natureza e Cultura, o prazer Cultural é um fenômeno natural: o cérebro “gosta” de inovação, de conhecimento, de conquistas. E aqui estamos nós – bem ou mal, a civilização global foi erigida.

Os prazeres são progressivos por um mecanismo conhecido pelos psicólogos como adaptação hedônica. Quando nos acostumamos a um determinado prazer, começamos a buscar um novo.

Minha aposta é a de que o terceiro nível que orientará as nossas buscas será o do prazer espiritual. Começaremos a nos divertir, em algum momento futuro (alguns já o estão fazendo agora) com a possibilidade de criar valores no mundo, transformando-o pelo poder do bom, do belo e do verdadeiro.

Luciano Meira
Cofundador da Caminhos Vida Integral e Diretor de Metodologia do IPOG

Comentário (1)

  1. Elisane Melo
    14/03/2018

    Sua perspectiva é espetacular! Que sua mente siga iluminada para nós guiar nessa linda trilha…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat