3 jul 2018

ANSEIO DE VIDA PLENA

Se o olho não fosse solar, como poderíamos perceber a luz do sol? Se em nós não estivesse o potencial infinito do Espírito, como poderíamos aspirar a transcendência?

Todos os átomos, moléculas, células, organismos são expressões tangíveis do intangível. A natureza é o espírito visível, o espírito é a natureza invisível.

O ser humano é um micro-cosmos por sintetizar em si o tangível e o intangível, a profundidade da consciência insondável, potencialmente livre e amorosa, e o corpo dotado de movimento, de percepção, de emoções, de capacidade reflexiva e criativa.

Em cada um de nós, infinito e finito se entrelaçam. Nossa missão é atualizar essa síntese de modo singular e criativo. Somos criadores de valores do Espírito – o bom, o belo, o verdadeiro: a ética, a estética, a sabedoria. Viver humanamente é realizar no mundo esses valores. O Espírito do Universo quer se exprimir em nós e por nós, por meio de nossas escolhas, de nosso trabalho, de nossas relações pessoais, na cultura e na sociedade.

Cada criança que nasce, traz em si a esperança de que o Espírito se exprima, uma vez mais, em sua plenitude.

Quem pode, deve. Quem pode, deve e não faz, cria débito. Débito gera sofrimento.

Muito do sofrimento contemporâneo vem da concepção materialista que confunde o Ser com os meios materiais da vida. No passado histórico, era possível às pessoas aceitar passivamente a condição de parafusos de uma engrenagem de produção e consumo. Agora, contudo, após a exaustão desses modelos em suas variantes de esquerda, direita e centro, assistimos ao aumento da sensibilidade emocional-espiritual das pessoas. Quando a criança não cabe no berço, é sinal de que ela cresceu. Quando o homem não aceita mais ser objeto de sistemas materialistas é porque anseia por algo maior: o tornar-se si mesmo – finito canal do Infinito, por uma escolha livre, por anseio de um amor cósmico que reside em nós, eternamente.

Luciano Alves Meira
Cofundador da Caminhos Vida Integral e autor do livro “A Segunda Simplicidade: Bem Estar e Produtividade na Era da Sabedoria”.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.